Informação sobre fibromialgia, causas, sintomas e tratamento da fibromialgia, identificando o modo como se obtêm diagnóstico e identificando formas que contribuam para uma melhor qualidade de vida das pessoas que sofrem deste problema de saúde.


domingo, 28 de setembro de 2014

Conheça as causas da fibromialgia

Ainda não se sabe exatamente o que causa a fibromialgia, mas a pesquisa sugere que há uma interação entre fatores físicos, mentais e psicológicos. 
A dor que sentimos é freqüentemente afetada por nossas emoções e estados de espírito, sendo que, a depressão ou a ansiedade pode fazer a dor piorar.
Ao mesmo tempo, a dor pode conduzir ao stress e ansiedade. Algumas pessoas com fibromialgia referem que seus sintomas começaram depois de uma infeção viral, trauma físico ou mental (como um acidente de carro ou de luto), ou após um período de estresse e ansiedade, por exemplo, resultante do terminar de um relacionamento. Mas, noutros casos, não se consegue determinar quais os eventos que provocaram o desenvolvimento de sintomas. 
Normalmente, as pessoas sentem dor quando uma determinada área do seu corpo está danificada (como a artrite) ou sofre uma lesão física. A dor que pessoas com fibromialgia sentem é diferente porque não é causada por danos ou prejuízo para a área que está doendo. Em vez disso, há um problema com a forma como o cérebro e o sistema nervoso processam a dor naquela área. Isto não quer dizer que a sensação de dor seja menos real, mas porque não é devida a danos ou lesões que podem ser curados, não há nenhuma forma fácil de parar a dor. É por isso que a dor da fibromialgia é de longa duração (crónica), mesmo que a estrutura de partes do corpo permaneça normal e sem danos. A pesquisa mostrou também que pessoas com fibromialgia são mais sensíveis à pressão física. Isto significa que, o que seria uma pancada relativamente menor para a maioria das pessoas, pode ser extremamente dolorosa para alguém com fibromialgia. Esta sensibilidade aumentada não é totalmente compreendida, mas pensa-se que ela também esteja relacionada com alterações na forma como o sistema nervoso processa a dor. De facto, alguns pesquisadores têm mostrado que estes processos são alterados em pessoas com fibromialgia. 
Perturbação do sono pode também contribuir para o aumento de sensibilidade. Estudos de ondas cerebrais mostram que pessoas com fibromialgia perdem muitas vezes o sono profundo. Uma série de situações pode levar a distúrbios do sono, tais como: 
• dor de uma lesão ou outra condição, como a artrite;
• estresse no trabalho ou tensão nas relações pessoais;
• depressão provocada pela doença ou eventos infelizes.
Não é de surpreender, que uma combinação de dor, distúrbios do sono e ansiedade ou depressão possam transformar-se num círculo vicioso. Um determinado padrão irá contribuir para o cansaço grave que muitas vezes surge na fibromialgia.

Índice dos artigos relativos a Fibromialgia

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL